Experimentações nas pistas de moda

experimentacoes-nas-pistas-de-moda
experimentacoes-nas-pistas-de-moda

Alguns gadgets chamaram mais a atenção na passarela das semanas de moda que as coleções, como os celulares da Maison Margiela, a água de Saint Laurent e o robô da Honee

Mais até que as coleções o uso de alguns recursos atraíram a atenção nas passarelas de importantes semanas de moda do mundo. De volta a Paris, Saint Laurent ocupou a área em torno da torre Eiffel e usou uma passarela líquida com cerca de 2 cm de profundidade ladeada por palmeiras de luz branca, de forma que o efeito visual era o de modelos andando sobre águas. O espirro dos passos valorizou as megaplataformas das sandálias e a bota imitando couro de cobra em dourado e bico fino.

Também em Paris a Maison Margiela colocou na pista de moda aparelhos celulares carregados em suporte fixados nos tornozelos das modelos, com a intenção de filmar o desfile em outra perspectiva. Tablets foram guardados em nichos especiais de mochilas e bolsas de modo a ter as telas ligadas, viradas para fora e visíveis como num display.

Em Londres, a californiana Honee decorou com cristais um robô da OhmniLabs que abriu o desfile da coleção como se fosse um modelo percorrendo a passarela sobre uma base de rodas e no alto uma tela no lugar da cabeça. Os movimentos do robô são limitados e ainda nada graciosos. Por enquanto, ninguém acredita que possam substituir modelos humanos, mas as experimentações podem vir a mudar o formato dos shows de moda.

GALERIA DE FOTOS

previous arrow
next arrow
PlayPause
ArrowArrow
Slider