Kiabi inicia produção no Brasil

A primeira coleção da varejista francesa é de moda praia feita com tecido que usa fio biodegradável e criada por uma equipe de estilo local.

No Brasil há pouco mais de um ano, a primeira loja foi aberta em agosto de 2018, a Kiabi anuncia a primeira coleção com produção local. Segundo a varejista francesa, o processo durou seis meses, sendo conduzido por estilistas brasileiras em parceria com a equipe da França. Daqui para frente, a estratégia da empresa será desenvolver e produzir no país coleções específicas. Mas não comenta sobre um eventual lançamento de uma linha especial de jeans.

A produção local começou com uma cápsula de moda praia. São 15 peças ao todo, em cinco variações de cores. São nove modelos de biquínis e maiôs para mulheres, e outros seis modelos para homens, como sungas estampadas. A linha começou a ser vendida nas duas lojas da varejista no Brasil, ambas na capital paulista, e no ecommerce que atende o estado de São Paulo. O conceito foi pensado levando em consideração o gosto dos brasileiros, declarou em comunicado à imprensa Karen Tavares, gerente de produtos da Kiabi Brasil.

Segundo a executiva, a equipe buscou obter uma coleção para um público amplo, que agradasse diferentes gerações. “Nosso papel é sempre ouvir o consumidor. Depois de demandas de clientes em nossas lojas, começamos a estudar e a desenvolver a coleção em março deste ano”, acrescentou a gerente.

Além do apelo de estilo local, o lançamento destaca a opção por usar tecido considerado sustentável. Escolheu tecido produzido com fio biodegradável e acabamento com fator de proteção solar 80. Conforme a Kiabi, o tecido tem elasticidade como a proporcionada por uma malha com elastano. “Porém, os fios biodegradáveis se decompõem em até três anos – o elastano leva até 150 anos”, afirma a varejista em seu comunicado à imprensa.

GALERIA DE FOTOS

previous arrow
next arrow
ArrowArrow
Slider