LavJeans reforça área para produção de efeitos diferenciados

A lavanderia fluminense comprou forno, prensa, máquina para jateamento de malha, além de ter ampliado o parque de lavadoras com a aquisição de mais duas máquinas com capacidade para cem quilos cada

 

No último ano, a LavJeans ampliou a capacidade de produção ao comprar duas máquinas de lavar de cem quilos cada uma, uma prensa, um forno e um equipamento para fazer jateamento em peças de malha. Atualmente, a lavanderia de São Gonçalo, no Rio de Janeiro, processa quase 60 mil peças por mês, um aumento de 15% sobre o volume produzido. Do total, as peças em jeans representam 80%, enquanto malha responde pelos 20% restantes.

 

“Tivemos aumento na demanda por malha e o jeans também aumentou. Para ganhar bons trabalhos, é preciso investir em efeitos diferenciados que podem agregar valor à peça”, avalia Rodrigo Martins, sócio-proprietário da LavJeans. Por isso, a lavanderia estuda adquirir outros equipamentos em 2010. Entre as opções avaliadas, estão um equipamento para marcação a laser e outro para bigodes 3D.

 

Com a oferta de novos trabalhos diferenciados, Martins acredita que seria possível inclusive ampliar a carteira de clientes que, hoje, conta com 60 marcas. A produção também poderia crescer em 10%, atingindo cerca de 66 mil peças por mês no próximo ano.

 

“O grande problema de conseguir novos trabalhos é a concorrência entre as lavanderias do Rio de Janeiro, que é muito acirrada”, constata o executivo. Há 30 anos no mercado, a LavJeans conta com parque de quatro lavadoras de 200 quilos cada uma, oito máquinas de cem quilos, uma máquina de 50 quilos, duas lavadoras de 15 quilos, três de cinco quilos, além de três secadoras e três centrífugas.

 

foto: divulgação