KNT investe em expansão internacional

Do Paraná, a marca atende pontos em países sul americanos e iniciou trabalho nos EUA com intenção de abrir novas oportunidades fora do Brasil


Com presença em todos os estados brasileiros, a paranaense KNT Jeans resolveu investir na expansão para fora do país. Comercializada, desde 2010, em países da América do Sul, o ano passado marcou o início da trajetória da empresa no mercado norte-americano, com pontos de venda nos Estados Unidos. A intenção, no momento, inclui analisar mercados para alcançar outros países.

Atualmente, a KNT mantém pontos de venda no Paraguai, na Guiana Inglesa, no Uruguai e nos Estados Unidos. “Esse tipo de venda ainda não tem grande expressão, pois, são poucos pontos. Mas estamos estudando novas portas, em novos lugares”, revela Gleyse Colombo, do marketing da empresa, acrescentando que a empresa visa regiões fora da América do Sul, sem ainda ter planos concretos.

Gleyse afirma que entre as metas da empresa está aumentar 30% no faturamento e 25% na produção mensal, em 2012. Atualmente, a empresa produz em torno de 100 mil peças por mês. Mudanças nos formatos de venda também estão sendo avaliadas, como investir em unidades próprias de varejo ou franquias. Até o momento, a KNT atende 2 mil multimarcas, através de 47 representantes espalhados pelo país.

Falando de estilo

A marca lança três coleções por ano: primavera, alto verão e inverno tropical, divididas em cinco linhas – KNT Denim, KNT Lady, KNT Homme, KNT Fashion e KNT Acessórios. O segmento feminino representa 60% de todos os itens comercializados. Para a próxima temporada, a empresa preparou uma coleção colorida, com poucos detalhes e modelagens retas ou acinturadas.
 

Dos 437 itens da coleção, 20% são em denim. As cigarretes femininas despontam com cores fortes como o vermelho, em sarja, denim ou jeather. Casacos com cintos marcando a cintura também receberam nuances vibrantes. A cartela de cores inclui ainda o índigo, o marinho, o caramelo, além da gama de azuis e verdes representando a natureza, usada como inspiração para a coleção.

 

A estética dos anos de 1970, o estilo hippie e o romantismo foram usados como fontes de inspiração para o uso de tecidos leves, estampas e silhuetas altas e alongadas. Os tons terrosos e sombrios, como bordô e conhaque, as peles e a camurça também são ressaltados pela KNT. A campanha do inverno tropical 2012 foi fotografada na cidade de Bonito, no Mato Grosso do Sul, com a modelo Dayane Mello.

fotos: divulgação