Gup´s Jeans busca nova frente de negócios

A marca investe na malharia e procura diversificar clientes

 

 A Gup´s Jeans, marca atacadista paulistana, volta a atenção para novas lojas, representantes e produção de malharia. No mercado há 35 anos, a empresa trabalha a própria marca e atua como fornecedora em regime de PL (private label) para magazines como Marisa, C&A e Wall-Mart. Há dois meses, abriu a terceira loja, no bairro do Brás, com o intuito de diversificar o perfil da carteira de clientes.

Nesse investimento, de cerca de R$ 450 mil, o objetivo é adicionar os compradores que mantêm lojas de rua aos clientes atuais, que compram peças para lojas em shopping centers. Além disso, a marca planeja triplicar a produção de malha até o fim do primeiro semestre do próximo ano. Cerca de 60% da produção total, que varia entre 60 mil e 100 mil peças por mês, corresponde a modelos da marca Gup´s e 20% desse volume representam as peças em malha.

 

“A malharia faz parte das coleções desde o inverno passado e queremos aumentar a linha, mas sem que a marca deixe de ser jeanswear. A confiança que nossos clientes têm em nosso produto, e que os faz experimentar essa nova linha de malhas, vem do nosso trabalho com o jeans, que continua sendo o carro-chefe”, conta Ralph Hazan, gerente de produção da Gup´s.

 

Hoje, 10% da produção da Gup´s é direcionada a exportações para México, Argentina, Paraguai e Chile. “Esse número já chegou a 30%, mas, com a queda do dólar, por melhor que seja o produto, os compradores preferem investir onde sua moeda valha mais”, explica Hazan. Com fábrica no bairro de Campos Elíseos, a marca conta com 180 funcionários e 20 representantes, que vendem a marca pelo Brasil, além de outros dez, que atuam somente no estado de São Paulo. A Gup´s não trabalha com coleções fechadas, produzindo cerca de 50 modelos mensalmente.

 

 

A marca começou por iniciativa de Jack Hazan, que veio de Israel para o Brasil. Uma década depois, em meados dos anos 80, a primeira loja da Gup´s foi aberta, no bairro do Bom Retiro, e tinha as jovens senhoras como público-alvo. No final dos anos 90, a empresa acompanhou as mudanças do bairro e passou a atender o público jovem feminino.

Hoje, com três lojas próprias, abriu espaço para a segunda geraçao, Ralph e Elico, filhos do fundador . Para o verão, a Gup´s mantém os modelos de calças com cintura baixa, pescador e corsário, com lavagens acinzentadas, coloridas e com efeitos used.

fotos: reprodução