Donacor abrirá filial em 2008

A lavanderia especializada em beneficiar malha vai aplicar R$ 1 milhão entre reforma, montagem e compra de equipamentos

No mercado de beneficiamento de malhas há 11 anos, a Lavanderia Donacor se prepara para a abertura de sua primeira filial, em Santana de Parnaíba, cidade da Grande São Paulo. Cerca de R$ 1 milhão serão investidos no projeto, entre reformas, montagem das instalações e compra de equipamento. A previsão é a unidade ser inaugurada até o final do primeiro semestre de 2008. “A abertura da filial não será este ano, pois, no momento, iria atrapalhar o ritmo da unidade atual, no Jardim Santo Elias (também em São Paulo)”, explica Nelson Trindade, sócio-proprietário da Donacor. 

O novo prédio permitirá o aumento de capacidade de produção que a sede atual não permite. Mas o trabalho será o mesmo. Os principais tecidos beneficiados pela Donacor são peças confecionadas em malha retilínea, malha circular, tricô e seda, que recebem tratamentos como tingimentos firmes, marmorizados, tie-dye, estampas com reserva e os estonados. “Durante os últimos cinco anos, o tingimento estonado envelhecido virou uma espécie de padrão do mercado, principalmente na malharia circular”, conta Trindade.

 

O número de funcionários da empresa varia de 25 a 100, de acordo com a demanda. Com capacidade de produção de 90 mil peças por mês, a empresa beneficia hoje, em média, 80 mil peças por mês. De acordo com o proprietário, “os números já foram maiores, mas, nos últimos dois anos, começou uma grande competição nesse mercado. Mesmo nos trabalhos diferenciados a concorrência já é grande nos preços”.

 

Para contornar a situação, a Donacor direciona esforços para o desenvolvimento de técnicas diferenciadas de beneficiamento e novas composições químicas.  “Procuramos fazer novos produtos que sejam difíceis de ser imitados ou acompanhados e, assim, diminuir um pouco da competição”, conclui Trindade.

fotos: acervo Donacor