Com o inverno, nasce a Aimirim Kids.

Marca mineira, que apresentou a primeira coleção durante a FIT 0/16 no mês passado, combina produção própria e terceirização.

Para fazer o lançamento da coleção de estréia, a Aimirim Kids decidiu participar da edição de inverno da FIT 0/16, realizada no mês passado em São Paulo (SP). Encarou o investimento como oportunidade de encontrar representantes de venda, ter contato com clientes e analisar os concorrentes. “Consegui ter uma boa análise de mercado”, afirma Jane Sena, que está à frente da nova empresa, localizada em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Construiu coleção com 130 modelos para a garotada que veste do 2 ao 14. A maioria das peças é confeccionada em denim ou sarja devido à boa estrutura de produção de jeans que encontrou. Para o verão de 2015, a intenção é ampliar o mix de produto com mais combinações e uso de outros tecidos. Segundo Jane, as peças estão sendo comercializadas de forma avulsa, apesar de combinarem entre si, fugindo, assim, da prática comum do setor de vender conjuntos.

Parte da produção é própria, funcionando como uma mini fábrica, diz a empresária. É que a marca arrendou parte de uma fábrica de jeans de Divinópolis, que dispunha de capacidade ociosa. A outra parte é terceirizada, assim como os processos de lavanderia. Internamente, a Aimirim Kids mantém, ainda, a área de criação dos modelos e o laboratório de pilotagem. Embora a maioria dos modelos de jeans seja confeccionada em denim, a marca dedicou a sarja colorida especialmente aos meninos, com calças e bermudas tintas em amarelo, verde e bordô. Só um modelo de bermuda vermelha foi destinado às meninas.

Jane acredita que a produção atinja 3 mil peças no inverno 2014. “Além de o inverno ser uma coleção curta, do ponto de vista comercial, também quero começar pequena e ir crescendo de forma consistente, sem atrasar entrega de pedidos”, justifica. Até lançar a Aimirim, Jane percorreu um longo caminho. Aposentou-se como gerente administrativa de uma empresa de outro ramo. Mas, acompanhada da lembrança das brincadeiras no ateliê da mãe, que também dava aulas de corte e costura no interior de Minas Gerais, ficou sempre a vontade de trabalhar na área de moda, conta Jane.

Com a aposentadoria, estruturou um plano de negócios para lançar uma marca de roupas, contudo, antes disso voltou à escola para fazer uma pós-graduação em Moda e em seguida vieram outros cursos na área. Dessa experiência, veio a decisão de investir no segmento de roupas infantis, tendo representantes como canal de vendas. A coleção do inverno 2014 será distribuída por cinco representantes, um por praça: Espírito Santo, Pernambuco, Minas Gerais, Rio de Janeiro e outro que atenderá o sul apenas com a linha para meninos.

GALERIA DE FOTOS
 


  • Foto 1
  • Foto 2