PVH assume o controle da Tommy Hilfiger chinesa

Grupo concluiu aquisição dos outros 55% do capital na joint venture TH Asia e passa a operar diretamente na região, esperando aporte de US$ 100 milhões na receita.

Acionista minoritário na joint venture TH Asia, o grupo PVH desembolsou US$ 172 milhões para comprar os 55% restantes do capital e assumir o controle integral da empresa. O anúncio de conclusão da operação foi feito, nessa quarta-feira, 13 de abril. Ainda em 2016, o grupo espera adicionar pelo menos US$ 100 milhões à receita com a atuação direta. Segundo a empresa, a operação chinesa dobrou de tamanho desde 2012.

Passou de US$ 70 milhões, na época, para US$ 140 milhões em 2015. São cerca de 350 lojas na região, das quais 65 operadas diretamente pela TH Asia. “Essa transação permitirá operar diretamente o mercado que mais cresce nas áreas de atuação da empresa, de modo mais rápido”, declarou o presidente e diretor executivo da PVH Corp., Emanuel Chirico, acrescentando que o controle integral também ajudará a fomentar os negócios na região da Tommy Hilfiger e da Calvin Klein (outra empresa do grupo).

A intenção é investir na expansão mais acelerada da marca, com a inauguração de lojas, próprias e franquias, e melhorar a produtividade dos pontos existentes no varejo, incluindo mudanças na estratégia de preços, disse a companhia. A Tommy Hilfiger foi adquirida pelo PVH em 2010.