Espanha usa ozônio para limpar máscaras

Jeanologia adaptou os equipamentos G2 para fazer a higienização dos escudos faciais feitos de plástico usados pelas equipes de emergência.

A Espanha passou a usar ozônio para limpar e higienizar os escudos faciais feitos de plástico duro – conhecidos por face shield – usados pelas equipes de emergência para atendimento de pacientes afetados pela covid-19. No norte do país, o serviço está sendo prestado pela Jeanologia como doação à comunidade. A empresa adaptou seu equipamento de ozônio G2, criando a Sanitizingbox. Tem conseguido desinfetar 15 mil máscaras por dia, informa o fabricante. “Atualmente, existem mil máquinas G2 em todo o mundo que podem ser convertidas facilmente. A tecnologia G2 tem o potencial de ajudar em escala global; oferecemos nossa ajuda aos nossos clientes para fazer o mesmo”, afirmou ao GBLjeans, Carmen Silla, diretora de marketing da Jeanologia.

O fabricante de tecnologia para processamento sustentável do jeans participa de uma iniciativa local na cidade onde tem sede. O escudo de proteção foi desenvolvido pela Universidade Politécnica de Valência com apoio do governo local. Os itens de proteção facial são produzidos usando máquinas de impressão 3D ou através de moldes de injeção de plástico tradicionais. A Jeanologia recebe as máscaras dos fabricantes, realiza o processo de higienização e depois as envia para as áreas carentes.

Os escudos são colocados em uma câmara hermeticamente fechada para passarem pelo ozônio, considerado o desinfetante antimicrobiano mais forte encontrado na natureza. “Através de oxidação avançada, as bactérias são eliminadas e o material é desinfetado”, explica a Jeanologia em nota à imprensa. O comunicado afirma ainda que “o protocolo de desinfecção é certificado pelas autoridades sanitárias do governo valenciano e está em conformidade com as especificações internacionais de saúde e segurança”.

Conforme a empresa, sua área de pesquisa e desenvolvimento está trabalhando para dar mais passos em processos de higienização para a indústria de vestuário e uniformes. A adaptação da tecnologia G2 para a Sanitizingbox foi feita em uma semana, informa a Jeanologia.

GALERIA DE FOTOS

previous arrow
next arrow
ArrowArrow
Slider