Senac Moda Informação faz a ponte com a arte no verão de 2009

Ao longo do dia, o público acompanhou maratona de palestras sobre os direcionamentos da moda para a temporada

Com um ideário bem humorado sobre o ambiente de negócios da moda, Luís Justo, presidente executivo da Osklen, resumiu em sua palestra o espírito que conduziu a 31ª edição do Senac Moda Informação – Verão 2008/2009 em torno da urgência para que as marcas nacionais imprimam personalidade ao que fazem, de modo sustentável e estreitando cada vez mais o vínculo da moda com a arte.

 

A premissa básica de Justo é de que “O verde é a tendência de todas as estações”, em clara alusão ao verde do dólar. À frente de uma marca reconhecida pelo estilo de vida que prega, o executivo defendeu a necessidade de manter o equilíbrio do conceito que vende para uma platéia de profissionais de moda, que participaram do evento realizado na quarta-feira, 19, no Memorial da América Latina, em São Paulo (SP). Ao todo, o evento recebeu em torno de 2 mil pessoas.

 

A história do consagrado violinista Joshua Bell, convidado pelo Washignton Post a tocar anonimamente na porta de uma estação de metrô da capital dos Estados Unidos, dias depois de fazer um concerto disputadíssimo com entrada vendida a US$ 100, serviu de contraponto à premissa de que a percepção de valor do público é que dá sustentação ao negócio. Depois de quase uma hora tocando um raro Stradivarius avaliado em US$ 3 milhões, o músico arrecadou algo em torno a US$ 30.

 

O ideário inclui recomendar às empresas a identificar a cultura do negócio que administram; vencer a concorrência como os nadadores vencedores que rumam para a frente sem olhar para os lados; a necessidade de a empresa se reinventar sempre; ter auto-crítica para focar no que faz de melhor – “Não seja que nem o pato, que nada e voa mal”, brinca. Obsessão pela satisfação do cliente e olhar a equipe como escolhe uma coleção completam os predicados para o sucesso, na visão de Justo.

 

A Osklen, que começou fabricando casaco de neve, administra hoje uma rede de 42 lojas no Brasil, três na Itália, duas em Nova York, uma em Tóquio, três em Portugal e uma em Genebra.

Área de
exposição

A palestra Estilo

Com um ideário bem humorado sobre o ambiente de negócios da moda, Luís Justo, presidente executivo da Osklen, resumiu em sua palestra o espírito que conduziu a 31ª edição do Senac Moda Informação – Verão 2008/2009 em torno da urgência para que as marcas nacionais imprimam personalidade ao que fazem, de modo sustentável e estreitando cada vez mais o vínculo da moda com a arte.

 

A premissa básica de Justo é de que “O verde é a tendência de todas as estações”, em clara alusão ao verde do dólar. À frente de uma marca reconhecida pelo estilo de vida que prega, o executivo defendeu a necessidade de manter o equilíbrio do conceito que vende para uma platéia de profissionais de moda, que participaram do evento realizado na quarta-feira, 19, no Memorial da América Latina, em São Paulo (SP). Ao todo, o evento recebeu em torno de 2 mil pessoas.

 

A história do consagrado violinista Joshua Bell, convidado pelo Washignton Post a tocar anonimamente na porta de uma estação de metrô da capital dos Estados Unidos, dias depois de fazer um concerto disputadíssimo com entrada vendida a US$ 100, serviu de contraponto à premissa de que a percepção de valor do público é que dá sustentação ao negócio. Depois de quase uma hora tocando um raro Stradivarius avaliado em US$ 3 milhões, o músico arrecadou algo em torno a US$ 30.

 

O ideário inclui recomendar às empresas a identificar a cultura do negócio que administram; vencer a concorrência como os nadadores vencedores que rumam para a frente sem olhar para os lados; a necessidade de a empresa se reinventar sempre; ter auto-crítica para focar no que faz de melhor – “Não seja que nem o pato, que nada e voa mal”, brinca. Obsessão pela satisfação do cliente e olhar a equipe como escolhe uma coleção completam os predicados para o sucesso, na visão de Justo.

 

A Osklen, que começou fabricando casaco de neve, administra hoje uma rede de 42 lojas no Brasil, três na Itália, duas em Nova York, uma em Tóquio, três em Portugal e uma em Genebra.

Área de
exposição

A palestra Estilo de Vida – Redefinindo o Novo Luxo abriu a agenda do dia, que abordou oito diferentes segmentos como tecidos, cores e padronagens; acessórios; moda praia; e jeanswear. A temporada de verão inspirou cinco temas associados: Glamour e Poder; Brechó e Web; Poesia e Nostalgia; Arte e Design.

Peça-conceito na área de exposição com muitos recortes, pespontos contrastantes, zíper desloacado para a lateral

Minissaia branca, costurada com linha prata, combinado com travetes em linha de cor forte, zíper com cursor longo em tecido

Nesta edição, a área destinada aos expositores do Senac Moda Informação aumentou, sendo dividida em quatro lounges de cem metros quadrados cada um, instalados na tenda de entrada, que foram ocupados por Eberle, Amni/Rhodia, Santana Textiles e Texpal. Já no térreo do prédio do Memorial da América Latina foram montados 12 estandes de empresas como Capricórnio, YKK e Aquarela Aviamentos.

Outra direção para o verão 2009 é o uso de muitos rebites, em cores diferentes e combinados a recortes e zíper na lateral

 

fotos: GBLjeans