Número de empresas cresce e investimentos caem no mercado interno

O projeto também incluirá outras faculdades pelo Brasil que serão escolhidas pela fabricante ao longo deste ano.

A parceria entre ABIT, Apex-Brasil e IEMI lança o Brasil Têxtil 2010, Relatório Setorial da Indústria Têxtil Brasileira

Desenvolvido pela Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e elaborado pelo IEMI (Instituto de Estudos e Marketing Industrial) em parceria com a ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), o Relatório Setorial da Indústria Têxtil Brasileira, Brasil Têxtil 2010, acaba de ser lançado, apontando os dados do setor no mercado interno durante 2009. 

De acordo com o relatório, o número de empresas dos segmentos têxteis tem crescido ao longo dos últimos anos, sendo que entre 2005 e 2009 foi registrado um aumento de 16% nas empresas em atividade. No segmento de confecções o aumento foi ainda maior, somando 22%.

Segundo o Brasil Têxtil 2010, embora haja o crescimento no país, os investimentos em maquinário e tecnologia recuaram bastante em 2009. Sentindo os reflexos da crise mundial, os empresários seguraram os investimentos planejados para o ano passado, e cerca de US$ 811 milhões foram desembolsados na compra de equipamentos no ano, o que significa uma queda de 17,8% em relação aos números de 2008.

Para adquirir o relatório, os interessados devem solicitar uma cópia pelo e-mail [email protected], enviando um endereço físico na mensagem, para que o pedido seja avaliado pela ABIT.