Vendas no varejo têm variação de 0,3% em novembro

Em comparação ao mês anterior, categoria de tecido, vestuário e calçados cresceu 2,1%, de acordo com monitoramento mensal do IBGE.

De acordo com os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geogrfía e Estatística), o comércio varejista de modo geral teve variação positiva no volume de vendas em 0,3% e 0,8% na receita nominal, em novembro em relação a outubro. Sobre novembro de 2011, a expansão foi de 8,4%, em vendas, e de 3,7%, na receita nominal. No acumulado do ano, faltando apenas dezembro, a taxa para o volume de vendas variou positivamente para 8,9% e para 12,5% na receita nominal. No acumulado dos últimos 12 meses, a média se manteve em 8,6% de aumento no volume de vendas e em 12,2% na receita.

O setor de tecidos, vestuário e calçados apresentou aumento de 2,1%, ficando em segundo lugar entre as categorias que mais influenciaram positivamente a taxa, ficando atrás apenas do setor de artigos pessoais que apresentou variação positiva de 4,2%. Na comparação de novembro de 2012 a novembro de 2011, o varejo de tecidos, vestuário e calçados ampliou as vendas em 6,6%. No acumulado do ano e no acumulado dos últimos 12 meses, a variação foi de 3,4% e de 3%, respectivamente. As variações positivas do setor devem-se, segundo o IBGE, basicamente ao aumento (considerado moderado) dos preços das roupas.

Apenas duas regiões tiveram fraco desempenho no comércio varejista, que foram Amazonas, com expansão de 1,6%, e Distrito Federal, com 1%. As regiões que mais se destacaram foram Tocantins, com 24,8%, Mato Grosso do Sul, 24,3%, Roraima com 24,2% e Amapá com 18,9%. Influenciaram diretamente na taxa do comércio, na ordem, as regiões de São Paulo, com 10,4%, Rio Grande do Sul, com 11,5% e Paraná com 9%.

foto: divulgação