Varejo amplia contratações

Com a proximidade do Natal e das festas de final de ano, o setor tem mais gente trabalhando, mas com alta inferior à exibida em outubro de 2013.

Se a partir de agosto de 2013, o varejo brasileiro foi gradativamente ampliando o número de vagas, em números consideráveis, a cautela marcou a preparação do setor para o Natal e as festas de final de ano. Em outubro de 2014, o saldo entre admitidos e demitidos alcançou 6.886 vagas a mais, mas bem abaixo dos 9.623 postos criados em outubro de 2013.

O comércio atacadista apresentou comportamento semelhante, mostram os dados do levantamento mensal realizado pelo ministério do Trabalho a partir do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). O saldo do atacado também ficou positivo em outubro, com a abertura de mais 123 postos de trabalho, porém, abaixo das 291 vagas novas registradas em outubro de 2013.

Entre os estados, da mesma forma que no ano passado, São Paulo liderou o aumento de quadro com a criação de 1.545 vagas em outubro, contudo, saldo inferior aos 2.136 postos registrados no mesmo mês de 2013. Santa Catarina e Ceará aparecem em seguida com 621 e 497 vagas a mais, respectivamente. Os dois estados contrataram mais do que no ano passado: 555, Santa Catarina, e 296, Ceará. Apenas Roraima tornou a reduzir o quadro, como já ocorrera no ano passado, e o Distrito Federal que demitiu em outubro.

Da mesma forma, São Paulo foi o maior contratador no comércio atacadista, criando 43 postos e manteve o patamar de outubro de 2013. O Paraná que no ano passado teve três vagas a mais de saldo, passou para segundo lugar com 34 novos postos, seguido por Ceará com outros 33 a mais. Na ponta oposta, Santa Catarina foi o que mais enxugou o quadro no atacado, com a redução de 321 vagas, em seguida estão Goiás (menos 10) e Mato Grosso (menos 10).

Rio de Janeiro que figurava entre os estados que mais criaram vagas no varejo e no atacado no ano passado, reduziu bastante sua participação em outubro de 2014, criou 448 vagas no varejo (contra 1.497 em outubro de 2013) e 12 no atacado (ante 51 em outubro de 2013).