Saldo comercial do denim continua positivo

Como ocorre em novembro, as exportações brasileiras do tecido caíram, mas, permaneceram bem acima das importações que cresceram.

Em novembro, as exportações brasileiras de denim caíram 23% em relação aos embarques do mês anterior, como geralmente acontece nessa época do ano. No mesmo período, as importações subiram 70% sobre outubro que foi um mês de poucas vendas ao exterior. Apesar desse sacolejo, o setor mantém superávit. O Brasil exportou US$ 3,15 milhões, enquanto importou US$ 315,87 mil.

O saldo mensal foi positivo em US$ 2,83 milhões. Os dados do ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior demonstram ainda que, em novembro, o país comprou denim mais barato do que o negociado nos três meses anteriores. Pagou US$ 4,04 por quilo importado, valor também mais baixo que a média de US$ 4,55 por quilo paga em novembro do ano passado, quando o Brasil importou US$ 1,96 milhão.

Da mesma forma, o custo do quilo exportado caiu em relação aos três meses anteriores e sobre a média de novembro de 2014. O denim brasileiro para o exterior foi negociado em média por US$ 4,31 cada quilo, tendo sido embarcados 730,4 mil quilos, quando em igual mês do ano passado o país obteve US$ 6,31 por quilo. Sobre novembro de 2014, as exportações cresceram 74% em relação aos US$ 1,8 milhão negociados na época.