Produção industrial têxtil apresenta leve melhora

Com taxa positiva de 0,4% setor desacelera processo de queda, enquanto a indústria de vestuário continua caindo, diz IBGE.

De acordo com os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), publicados este mês sobre os resultados da produção industrial em outubro no país, o setor têxtil apresentou leve melhora. Comparando outubro de 2012 em relação a setembro, o segmento apresentou um aumento de 0,4%. Em relação a outubro de 2011, a taxa de expansão é ligeiramente superior, com variação positiva de 0,8%. Com esses índices, o IBGE avalia que em novembro a indústria têxtil conseguiu se manter estável. Contudo, olhando o acumulado do ano, o nível de produção do setor caiu 4,6% entre janeiro e outubro de 2012. Os técnicos do IBGE avaliam que o setor conseguiu se estabilizar devido ao movimento de final de ano, às compras de Natal, que para abastecer o varejo as encomendas começam a ser produzidas em outubro. Já as confecções de vestuário ainda mantêm taxas negativas. Comparando outubro deste ano contra setembro, o setor de vestuário amargou queda de 4,9%, e de 5,8% se comparado outubro do ano passado. O recuo é ainda maior no acumulado do ano, registrando queda de 10,6% nos primeiros dez meses. Nos últimos doze meses, de outubro de 2011 a outubro de 2012, tanto o setor têxtil quanto o setor de vestuário, apresentaram queda significativa de 6,4% e 11,9%, respectivamente.