Preços de roupas seguem em alta

Grupo continua a pressionar a inflação brasileira, com taxa alta de reajuste em novembro, porém, em ritmo mais moderado que o verificado em outubro.

A inflação do grupo vestuário, que engloba roupas, tecidos, itens de armarinho, calçados e acessórios, jóias e bijuterias, continua em patamar que ultrapassa o índice geral. Em novembro, a média de reajuste do setor foi de

Conteúdo exclusivo para cadastrados

Se você já é cadastrado, faça seu login: