Vicunha apoia moda da periferia

Pela primeira vez, o fabricante de denim e sarja se junta a projeto que fez desfile no qual sete marcas produziram jeans.

O projeto Periferia Inventando Moda realizou a nona edição do evento, que promove iniciativas originadas a partir da comunidade de Paraisópolis, na zona sul da capital paulista. Oito marcas desfilaram, divididas em dois blocos de apresentação. Sete delas foram apoiadas pela Vicunha que forneceu denim e sarja. O evento que mistura moda, mesa redonda e shows musicais foi realizado no CEU Paraisópolis no domingo, 20 de julho.

Sob o tema ‘Modelo não é Cabide’, o line-up do PIM contou com as marcas Dona Genoveva, Flor do Gueto, Afroperifa, Rhrythim, Szmid, Dellum e ALX (de Alex Santos, idealizador do projeto). Entre os tecidos empregados, os estilistas escolheram a sarja Tech em amarelo e vermelho; e duas bases de denim – Drift, que integra a linha Athletic, e Italy, de toque ultramacio.

Gustavo Silvestre participou do desfile com coleção construída por detentos ou ex-presidiários, informa o PIM. Do sistema prisional, o trabalhou envolveu 32 homens e mais um grupo voluntário de crocheteiros. Além do incentivo a marcas que representem padrões mais elásticos de moda e beleza, o PIM estimula a qualificação profissional de jovens e moradores da periferia na área. Tem espaço para costureiras, cabeleireiros, maquiadores, modelos e fotógrafos.

OUTRAS PRÁTICAS SOCIAIS DA EMPRESA

A participação no Periferia Inventando Moda é a ação de responsabilidade social mais recente da Vicunha. A empresa aponta, ainda, o apoio ao Concurso Moda Inclusiva durante dez anos. Também cita o projeto Pescar, direcionado a jovens de 17 a 19 anos de baixa renda que vivem em comunidades próximas da planta industrial da Vicunha, em Maracanaú, no Ceará. Há 15 anos eles participam de cursos profissionalizantes e são encaminhados ao mercado de trabalho local.

Outra iniciativa é a Industria do Conhecimento, desenvolvida em parceria com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e o Sesi ( Serviço Social da Indústria). “O programa direciona investimentos para empresas selecionadas previamente, como a Vicunha, com o objetivo de capacitar e preparar pessoas para trabalhar no meio industrial”, explica a empresa.

GALERIA DE FOTOS

previous arrow
next arrow
ArrowArrow
Slider