Projetos dos EUA vencem o desafio Tecendo a Mudança

O brasileiro Jonas Rosenberg Lessa, idealizador da iniciativa Retalhar, focada no descarte ecologicamente correto, ganhou o Prêmio Jovem Empreendedor.

Três projetos dos Estados Unidos foram os ganhadores do desafio mundial Tecendo a Mudança: Inovações para uma Indústria Têxtil Sustentável, promovido pelo Instituto C&A e a Ashoka que teve a participação de 320 pessoas de 55 países. Os ganhadores foram contemplados no último dia 12 de maio, no Copenhagen Fashion Summit, com prêmios no valor total de R$ 400 mil para investimento em idéias e projetos de expansão. O brasileiro Jonas Rosenberg Lessa, idealizador da iniciativa Retalhar, ganhou o Prêmio Jovem Empreendedor.

As iniciativas vencedoras foram: a Evrnu, cuja tecnologia transforma roupas de algodão descartadas em produtos novos, úteis e de qualidade (veja a parceria dessa startup com a Levi's); a Ambercycle, que produz micróbios que se alimentam de plástico, em vez de petróleo, e geram a matéria-prima do poliéster; e a Nest, que realiza parcerias econômica e eticamente viáveis entre varejistas e artesãos do setor informal.

O projeto Retalhar do brasileiro Jonas Rosenberg Lessa é focado no descarte ecologicamente correto e na reutilização de resíduos têxteis pelas cadeias de fornecimento das confecções. Também ganhou esse prêmio o norte-americano Christian Birk, criador da Lazlo, empresa que produz peças masculinas com matérias-primas orgânicas e cuja produção é realizada por ex-presidiários. A jovem blogueira inglesa Marianne Caroline Hughes, foi contemplada para realizar a cobertura do evento devido ao seu engajamento na divulgação de ações relacionadas à moda sustentável.