Mega Moda acolhe garotas grávidas

Atendidas pela Organização das Voluntárias de Goiás, as meninas participação de curso no Clube de Costura.

O Mega Moda adere a mais um programa de assistência social. Desta vez, o público são as adolescentes grávidas atendidas pelo programa Meninas de Luz. As garotas farão cursos no Clube da Costura, espaço dedicado à capacitação que funciona dentro do shopping atacadista de Goiânia. A primeira turma com 20 alunas deverá começar as aulas até o final de outubro. A meta é atender, diz a empresa, 200 jovens ao longo de um ano.

Inicialmente, será oferecido o curso de corte e costura. Conforme o Mega Polo, a intenção é preparar as meninas para a profissão de costureira com a qual podem gerar renda de maneira autônoma e rapidamente. “Essa produção toda que está crescendo precisa de mão de obra especializada para que a gente possa, não só produzir volume, como produzir qualidade. Essa parceria, que iniciamos hoje, dá a oportunidade do conhecimento. Mas, mais que isso, de abrir as portas para o mercado de trabalho”, declarou Carlos Luciano Martins Ribeiro, presidente do Grupo Mega Moda. Ele lembra que só a região da Rua 44, em Goiânia, abriga 12 mil lojas de roupas, a maioria com a própria marca e que precisa de costureiras qualificadas.

GERAÇÃO DE RENDA

O projeto Meninas de Luz é desenvolvido pela Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), que tem a primeira-dama do estado, Gracinha Caiado, como presidente de honra. A diretora-geral da OVG é Adryanna Melo Caiado. Os cursos realizados no Clube de Costura têm duração de 12 a 24 horas. Mas, junto com a entidade está avaliando customizar uma programação para atender as meninas assistidas pelo programa.

O Termo de Cooperação Técnica foi assinado em 27 de setembro. “Essa é a chance que faltava para essas meninas. Não é fácil ser mãe tão jovem. Com essa parceria, elas passam a ter uma oportunidade real de uma vida mais digna. Isso muito nos gratifica”, disse Gracinha Caiado na cerimônia de assinatura. O programa atende grávidas de até 21 anos. De janeiro a agosto de 2019, a iniciativa atendeu uma média mensal de 228 garotas.

De acordo com Adryanna Melo Caiado, com o curso proposto as jovens podem trabalhar em casa. “Queremos que essas meninas possam trabalhar, sem prejuízo à maternidade e à criação da criança”, afirmou.

O Clube da Costura é um projeto institucional do Mega Moda com foco em profissionalizar e desenvolver a moda. No espaço são realizados workshops, treinamentos, palestras, cursos livres, voltados para o universo da moda. Está equipado com máquinas de costura, mesa de corte e manequins.

 

Em julho, o Ministério Público do Trabalho em Goiás assinou um termo de cooperação técnica com o Grupo Mega Moda para viabilizar a contratação dos alunos de projetos de empregabilidade do órgão. Entre os quais 16 egressos do projeto ‘Costurando Poemas’. Eles participaram de um curso de costura industrial voltado para pessoas transexuais e travestis no início do ano. E em agosto, foi esse grupo que abriu os desfiles de verão do Mega Moda Fashion.