Inovação social: TH premia DoctHERs

O fabricante de denim Artistic Fabric é um dos clientes da plataforma de assistência médica digital do Paquistão operada apenas por médicas

Lançado em maio do passado, e depois de um extenso processo de seleção, o júri da primeira edição do Tommy Hilfiger Social Innovation Challenge premiou três iniciativas, avaliadas pelo impacto social positivo que causam na cadeia de valor da moda onde atuam. Uma delas é a DoctHers, plataforma de assistência médica digital
do Paquistão que tem entre seus clientes o fabricante de denim Artistic Fabric & Garment Industries (AFGI). As outras duas incluem o projeto de Selina Wamucii do Quênia, que apoia pequenos produtores rurais da África, entre os quais os que plantam algodão; e a marca alemã Auf Augnhoehe, criada para desenhar roupas para
pessoas fora do comum, como as de muito baixa estatura.

De acordo com a AFGI, o prêmio foi concedido para o projeto SMART Clinics, para atendimento corporativo, cujo piloto foi desenvolvido com o fabricante que tem produção verticalizada, desde o fio, passando pela produção de denim e confecção das pelas até lavanderia. “A AFGI reconhece essa inovação como uma ferramenta com o potencial de mudar a vida das mulheres na força de trabalho paquistanesa”, afirma a empresa em comunicado ao mercado. Dados da AFGI informam que a companhia emprega 27 mil profissionais, dos quais 60% são mulheres.

Pelo projeto Smart Clinics, os funcionários têm atendimento médico e acesso a serviços de saúde dentro das instalações da companhia, que só em fábricas opera 16 unidades industriais. Esse serviço atende os princípios do DoctHers, que só emprega mulheres – médicas e enfermeiras. No caso das clínicas inteligentes, enfermeiras
treinadas fazem o atendimento físico e local. Em caso de necessidade, estabelecem a conexão do paciente com médicas por meios virtuais. Pelo sistema de telemedicina, as consultas são realizadas em tempo real.

A AFGI explica que o DoctHers atua para tratar dois grandes problemas do Paquistão. Conforme os dados divulgados, 85% de todos os graduados em medicina do país são mulheres, mas apenas 25% delas praticam medicina devido a barreiras socio-culturais, como casamento e problemas de transporte. Do lado do paciente, 85% dos
paquistaneses carecem de cuidados de saúde acessíveis, enfrentam longos períodos de espera para atendimentos nem sempre de qualidade e quando faltam para uma consulta médica, perdem o salário do dia.

Com esse projeto, as médicas podem fazer a consulta sem sair de casa e os operários das empresas que participam têm atendimento garantido. Além disso, inclui as enfermeiras como elo comunitário e confiável porque elas são treinadas para conduzir procedimentos de diagnósticos e outras intervenções. No comunicado da AFGI,
Mahnoor Farishta, estrategista de inovação e gerente de desenvolvimento de negócios na doctHERs afirmou: “Planejamos expandir esse projeto, incorporando pagamentos digitais à plataforma”.

Com o prêmio concedido pela Tommy Hilfiger, a ideia é escalonar as Smart Clinics pelo país. Os três projetos vencedores dividirão prêmio no valor de € 100 mil e participarão do programa de empreendedorismo social Instead.

GALERIA DE FOTOS

previous arrow
next arrow
ArrowArrow
Slider