Ações de ajuda ainda são isoladas

Empresas colaboram com ONGs e com órgãos de saúde regionais para doar roupas de proteção, como Dimy, Riachuelo, Aramis e Marisa.

Como em diversos outros setores, as empresas do setor têxtil não estão organizadas em um grande mutirão de colaboração para o combate ao novo coronavírus. As iniciativas ainda permanencem isoladas. Na semana passada, a Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção) lançou uma página em seu site para juntar esforços. Entre as empresas que anunciaram ações está a catarinense Dimy que optou por apoiar o projeto Santa Catarina Vest. A marca de moda feminina doou tecidos que tinha em estoque para a produção de uniformes médicos e hospitalares. Os tecidos de aplicação específica foram doados por outras empresas.

A Dimy contou ao GBLjeans que vai receber o material, cortar e enviar para os voluntários que ajudam na costura. Outra parte é costurada na fábrica da marca. Depois de prontos, os lotes serão enviados para a central do projeto Vest, em Balneário Camboriú (SC), que se encarrega da distribuir. Serão produzidas 10 mil peças, entre jalecos, calças e máscaras para doar a hospitais de Santa Catarina. Outras empresas estão doando máscaras de proteção feitas de acetato acrílico, além outros materiais.

A intenção é continuar colaborando nesse projeto. “É hora de somar forças e fazer o bem! Esta ação é o mínimo que podemos fazer para apoiar aqueles que hoje estão doando suas vidas em auxílio ao próximo”, declarou em comunicado à imprensa Miriam Bittencourt Melo, diretora da Dimy.

A marca de moda masculina Aramis criou a campanha #VestindoHerois, pela qual espera engajar a indústria da moda a doar materiais têxteis para hospitais e suas equipes técnicas, de médicos, enfermeiros e auxiliares que trabalham com pacientes infectados. Para dar início, doou de seu estoque 5 mil peças de roupas brancas (entre camisetas e polos) a hospitais do estado de São Paulo. A lista de instituições beneficiadas envolve: Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital Albert Einstein, incluindo o Hospital M´Boi Mirim (Hospital Municipal Dr. Moysés Deutsch) e Hospital de Campanha; Hospital do Ipiranga; e o Samu de Ribeirão Preto.

“Alguns hospitais estão entrando em contato conosco e a partir disso, entendemos a situação do Covid-19 na região para priorizarmos as instituições que têm uma necessidade maior neste momento. Após entendermos isso, mapeamos tamanhos dos times para enviar mais de uma peça por pessoa”, explicou a empresa em nota exclusiva ao GBLjeans.

A Aramis conta que as peças a serem doadas estão armazenadas no centro de distribuição da empresa, localizado no Espírito Santo. E serão enviadas, via transportadora,  diretamente aos destinos finais.

MAGAZINES ANUNCIAM DOAÇÕES

No final da semana passada, a Marisa Lojas realizou doação de 15 mil camisetas brancas para profissionais da rede pública de saúde. O fornecimento foi feito por meio da secretaria estadual da saúde de São Paulo. “Esse é o nosso jeito de agradecer e sobretudo, de ajudar as pessoas que estão bravamente cuidando de todos nós. O momento que vivemos exige dedicação e colaboração em todas as frentes”, afirmou Marcelo Pimentel, CEO da Marisa, em comunicado ao mercado.

Em meados do mês, a Riachuelo havia fabricado e doado 12 mil aventais hospitalares para pacientes. Os itens foram entregues a secretarias de saúde do estado e da cidade de São Paulo e do Rio Grande do Norte. Em outra ação mais recente se juntou a Vicunha, Coteminas e Berry para produzir 40 mil itens hospitalares. Segundo a varejista, as três têxteis ofereceram cerca de 6 mil metros de tecidos. Seguindo as especificações técnicas da Anvisa, serão confeccionados materiais de proteção individual a serem distribuídos a diversos estados.

Participam da produção, oficinas credenciadas que já prestam serviços à varejista. De acordo com a Riachuelo, o objetivo da parceria é fomentar os pequenos produtores que dependem dos serviços para se manterem ativos no mercado. Depois de produzir os aventais, a companhia suspendeu as atividades de seus dois parques fabris e fechou a rede lojas.

*Matéria foi atualizada para incluir informações adicionais enviadas pela Aramis exclusivamente ao GBLjeans.

GALERIA DE FOTOS

previous arrow
next arrow
ArrowArrow
Slider