Acesse o GBL Jeans

Esqueci minha senha

Cadastro

Selecionar de Idioma

Segunda-feira, 22 de Outubro de 2018

Comunidade iLtda

Ana Luiza Mahlmeister - 09/06/2014

Linx propõe microdoação para o varejo

Companhia de software apresenta o Movimento Arredondar para redes de lojas que já são clientes a fim de auxiliar 15 organizações sociais.

A Linx, fornecedora de software de gestão para o varejo, aderiu ao Movimento Arredondar que propõe microdoações de consumidores para auxiliar organizações sociais. Na hora de fechar uma compra em um dos estabelecimentos parceiros, basta o consumidor dizer "eu quero arredondar" se referindo ao valor do pagamento. Dessa forma, uma compra de R$ 18,42 pode virar R$ 19,00. O valor máximo para arredondar a cada compra é R$ 0,99. Os centavos doados são destinados a 15 organizações sociais que trabalham pelos oito Objetivos do Milênio da ONU, como erradicação da fome, oferecimento de educação básica a todos, redução da mortalidade infantil e preservação do meio ambiente.

Para aderir, o varejista faz uma reunião com o Instituto Arredondar e recebe um kit de adesão sem ônus. De acordo com o diretor de marketing da Linx, Flávio Menezes, a empresa trabalha há dois anos com o instituto para preparar o sistema já implantado em oito redes do varejo parceiras, entre elas a Puket, a Crocs, a Grifer, a Makers, a NK Store, a OFF Fashion, a Malwee e a Track&Field. Segundo a empresa, cerca de 70% das compras nessas redes já são arredondadas para o Movimento.

Os estabelecimentos comerciais participantes que têm as soluções Linx POS e Linx Microvix instaladas podem solicitar a atualização do software e começar a arredondar. A Linx provê o suporte tecnológico e não há custo para a loja. O terminal POS da loja ganha um botão que "aceita" o arredondamento da compra e emite três recibos: da compra normal, o comprovante do troco e o comprovante da doação. No final do mês, a loja transfere o montante para o Instituto Arredondar. "A microdoação é uma iniciativa nova no Brasil, mas, já testada e aprovada em muitos países, como a Alemanha. Queremos incentivar essa idéia no varejo", destaca Menezes.

O Movimento Arredondar surgiu no Brasil há dois anos com a meta de transformar o ato de doar em algo simples e transparente. Por meio da microdoação, o movimento permite que qualquer pessoa possa contribuir com organizações sociais ao fazer uma compra.